Guerra e Paz

(…) precisamente porque só os alemães são autoconfiantes com base numa ideia abstrata — na ciência, ou seja, no conhecimento imaginário da verdade absoluta.

Um francês é autoconfiante porque se considera a si mesmo, tanto na mente como no corpo, irresistivelmente encantador, tanto para os homens como para as mulheres. Um inglês é autoconfiante por ser cidadão do mais organizado Estado do mundo e por isso sabe sempre o que deve fazer e sabe que tudo o que faz como inglês é indubitavelmente bom. Um italiano é autoconfiante porque é um emotivo e se esquece facilmente de si próprio e dos outros. Um russo é autoconfiante precisamente porque não sabe nada e não quer saber, porque não acredita que se possa conhecer plenamente seja o que for. Um alemão é o pior de todos os autoconfiantes, e o mais firme de todos, e o mais repugnante de todos, porque imagina que conhece a verdade, a ciência, que ele próprio inventou, mas que para ele é a verdade absoluta.

Lev Tolstoi, Guerra e Paz, Volume II

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s