É minha

Os homens não são guiados, na vida, pelas acções, mas sim pelas palavras. Apreciam não tanto a possibilidade de falarem entre eles de vários assuntos com palavras convencionais. As palavras consideradas, entre eles, muito importantes são: meu e minha — e utilizam-nas, falando de várias coisas, de criaturas vivas e objectos, até da terra, das pessoas e dos cavalos. Combinam entre eles que só um pode dizer uma coisa determinada: “é minha”. E aquele que, de acordo com este jogo convencional, diz “é minha” sobre o maior número de coisas passa, entre eles, por ser o mais feliz. Porque é assim, não sei, mas é assim mesmo.

De Quanta Terra Precisa o Homem e Outros Contos, Lev Tolstói

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s