Anseio

Toda a história universal não me parece ser mais do que um livro ilustrado que reflecte o mais intenso e cego anseio dos Homens: o anseio pelo esquecimento. Pois não extingue cada geração, através da proibição, do abafamento, do escárnio, sempre precisamente aquilo que parecia mais importante à geração anterior? Não acabámos mesmo agora de assistir a que uma monstruosa guerra, horrível e longa, fosse esquecida, negada, recalcada e feita desaparecer como por magia durante anos, por povos inteiros? E não observamos que esses povos procuram, agora que descansaram um pouco, recordar-se através de excitantes romances de guerra do que há alguns anos eles próprios causaram e sofreram?

(…)

Talvez a maior ansiedade do homem, seja, depois da fome de aventura, o mais forte instinto, a fome de esquecimento.

Hermann Hesse, Viagem ao País da Manhã

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s